menu-topo

Gosto do Edward Norton

7.4.07


Hoje ao ler um pequeno artigo sobre ele no jornal Corriere della Sera, dei-me conta que talvez seja o meu actor preferido.
"Camaleónico", é como lhe chamam. Pudera, é um dos poucos actores da sua geração - 38 anos - que conseguiu demonstrar uma versatilidade espantosa e o mais extraordinário de tudo é que consegue ser credível tanto em papéis de bom como de mau.
Ora, reavivemos a nossa memória:

- o primeiro grande papel da sua carreira, ao lado do Richard Gere, em que desempenhava um aparente menino do coro, mas que no final se revelava um pérfido assassino. Já tinha aquela altura enorme (mais de 1,90m) mas era ainda franzino. O filme era Primal Fear, aka, A raiz do medo.
- um padre católico púdico e celibatário ao lado de Ben Stiller (este um rabi), em que ambos se apaixonam pela loira trapalhona Jenna Elfman, em Keeping the Faith, ou Sedutora Tentação.
- um revoltado com o mundo em The 25th hour, A última hora, onde realizou o seu sonho de dirigido pelo génio Spike Lee, um filme que não nos deixa indiferentes e que aconselho vivamente.
- o ladrão traidor de Italian Job, num elenco de luxo.
- e, talvez no seu melhor papel até à data, o de um violento nazi que se transforma durante o seu tempo na cadeia, em American History X, ou América Proibida.

Há um outro filme que não posso mencionar porque ainda não vi, mas que todos os entusiastas de cinema que conheço insistem para que veja, o famoso e aclamadíssimo Fight Club. Já me mandaram o filme por correio em tom de ultimato e assim que tenha umas horas livres, vou vê-lo de certeza.


Isto tudo numa tentativa de demonstrar que Edward Norton é um caso de talento único, que não se dobra perante o mundo hollywoodiano do glamour, não vive para aparecer nas revistas, nem diz o que é bonito de se ouvir.
Aliás, o próprio afirma:


I'm not interested in making movies for everybody. I like making movies for myself and my friends and people with my sensibility.


Gosto dele e pronto.

3 comentários:

  1. E pronto! Está tudo dito. Para quê arranjar justificações para aquilo que já está explicado, né?

    ResponderEliminar
  2. como é q tu ainda n viste o fight club? n posso perdoar...

    ResponderEliminar
  3. Solange Nakatani14 novembro, 2007 03:12

    Oq admirei nele primeiramente foi essa tão naturalmente incrível versatilidade q ele possui na condiçaõ de ator e em segundo os belos olhos azuiz q esta possui.

    ResponderEliminar

AddThis