menu-topo

Veneza, a jóia da Europa

25.6.06

Veneza é daquelas cidades que se ama e não é preciso explicar porquê.
O ambiente, a musicalidade, os passos das pessoas que as visitam, o som da água, todos estes elementos se conjugam numa dança perfeita, fazendo de Veneza uma das cidades mais carismáticas do mundo.
Tem muitos turistas, é verdade, mas ninguém tira o brilho à cidade que, por sua vez, se impõe. Sozinha.
É impossível não sorrir enquanto passeamos pela Piazza San Marco, uma grandiosa praça com os cafés mais caros que podemos imaginar ou, por sua vez, nas ruelazinhas estreitas ligadas por pontes e separadas por canais. Veneza absorve-nos na sua atmosfera misteriosa, como uma menina ansiosa para revelar os seus segredos.
As más línguas tentam embaciar o seu esplendor, dizendo que está a afundar. Mas como diria o bom Veneziano que conheci isso são apenas "Boatos. Veneza afundará quando você tiver 140 anos e eu 180. Portanto, nenhum de nós vai estar cá para ver." Assim espero.
E tal como palavras não bastam para explicar por que razão Veneza é a jóia da Europa, deixo aqui algumas imagens, recolhidas nas duas vezes que a visitei. (em Abril e Junho de 2006)
A presto, Venezia.

Vista de um restaurante

Os Gondolieri à espera de clientes

Piazza San Marco - Eu e a Mikki

Leonardo da Vinci

Piazza San Marco

Stazione Santa Lucia
Táxi
Numa das dezenas de pontes
Vista da Ponte de Rialto (a mais famosa)
Máscaras
Uma praça linda
Gôndolas
Eu, na Ponte de Rialto
Um teatro que foi incendiado há alguns anos.
Ironicamente, tem como nome "A Fénix".
Uma gôndola vista de cima

Sem comentários:

Publicar um comentário

AddThis